Whatsapp Logo

Como surgiu o banho e tosa?

18/02/2021

Banho e tosa é a expressão mais comumente empregada para definir uma série de cuidados referentes à higiene e limpeza de cães, gatos e até mesmo aves. Também serve para descrever um conjunto de
Compartilhe:

Banho e tosa é a expressão mais comumente empregada para definir uma série de cuidados referentes à higiene e limpeza de cães, gatos e até mesmo aves. Também serve para descrever um conjunto de tratamentos estéticos que visam melhorar a aparência do animal de acordo com o gosto do dono ou ainda com as demandas das associações de criadores de raça pura para participação em exibições diversas. Existem, inclusive, outras formas de competições estéticas, entre as quais se destacam as de “creative grooming” ou “pet tuning”. Os proprietários de raça pura no mundo inteiro usam com frequência o termo original em inglês “grooming” para especificar as medidas de embelezamento conduzidas conforme o padrão da associação dos criadores de cada raça. Por sua vez, a palavra “trimming” indica as atividades que abrangem o corte do pelo.

Porém, o banho e tosa não se restringe aos concursos de animais de raça. A técnica faz parte da rotina de beleza de boa parte dos pets, em especial dos que apresentam pelagem longa. Em climas quentes como o do Brasil, o procedimento garante maior conforto para os bichos, tendo em vista que diminui o calor dos pelos. Além disso, o banho e tosa torna a higienização bem mais fácil. Evita-se assim que a casa e o apartamento fiquem cheios de pelos no chão durante a troca das estações, por exemplo, entre outras situações inconvenientes. E mesmo que o indivíduo não pretenda inscrever seu cão em nenhum concurso, a tosa permite uma mudança no visual dos bichinhos segundo a preferência do dono. Entenda a seguir como e quando os procedimentos de banho e tosa passaram a ser práticas comuns.

Apesar de sua atual disseminação, a popularidade do serviço de banho e tosa é relativamente recente. Foi apenas em meados da década de 1980 que esse tipo de tratamento ganhou espaço. Primeiramente, só era possível encontrar clínicas veterinárias que realizassem banho e tosa nas grandes cidades. Com o passar do tempo e com o aumento significativo no número de pet shops a partir dos anos 90, a tarefa propagou-se. Isso porque já não eram mais os consultórios veterinários que ofereciam o banho e tosa. As lojas começaram a investir nessa função com um excelente retorno. Um crescimento no número de faculdades de veterinária no Brasil também ajudou a elevar o interesse na área de cuidados com os animais a um novo patamar. No contexto descrito, surgiram inúmeros cursos de especialização para tosadores, e o mercado correspondeu ao processo absorvendo esses profissionais. A demanda segue grande, sobretudo para as pessoas mais capacitadas. É fundamental destacar que ainda que nem todas as pet shops estejam vinculadas a clínicas veterinárias, quem trabalha com banho e tosa de bichos de estimação tem de saber sobre saúde animal. Somente com compreensão acerca das medidas necessárias para preservar a saúde e o bem-estar dos pets é que um tosador será bem sucedido. Portanto, procure manter-se atualizado sobre as melhores técnicas.

Fonte: Danielle França (Veterinária Responsável) - Blog Berg Vet